fevereiro 14, 2008

Cara de outono

Hoje amanheceu com a maior cara de outono. Não, não muda nada e nem influenciou muita coisa dos acontecimentos do dia, mas o céu estava tão tão lindo, num azul puro, com as nuvens correndo pelo céu, vários tipos de nuvem, chasing each other no céu, em velocidades diversas velocidades.


Lindo, o céu hoje.


Lindo o email que recebi de Teacher Michele. Ainda não respondi devidamente por não ter dado tempo antes e agora que o tempo tenho, as palavras me correram pra longe feito as nuvens. Mas eu fiquei muito muito emocionada!


Estou avançando em grandes pulos no Se um viajante numa noite de inverno, do Calvino, e estou adorando. Um delicioso quebra-cabeças.


Mas não era sobre isso que queria falar. Queria falar dos últimos preparativos da formatura da Paty, e do fato de que dependo dela e de outras pessoas para várias decisões, e isso atrasa em muito todo o processo de montar este quebra-cabeças. E isso me incomoda um pouco, pra ser sincera. Porque não depender somente do vento para correr livre pelo céu pode ser frustrante. Enfim, foco. Ajuste o foco, senhorita. E sigamos em frente.


Um aparte sobre frustração. Coisas cuja linguagem eu não domino também me frustram. Como o Photoshop, por exemplo.
Na minha cabeça, a foto ao lado ficaria linda, com todos os efeitos e possibilidades e coloridos e textos para transformar esse pedaço do convite em uma lembrancinha linda. Mas quem disse que o Photoshop me obedece? Eu até entendo o que ele quer dizer, e sei de tudo o que ele pode fazer, mas ele simplesmente não obedece aos meus comandos...
Frustrante.
Fechado o aparte, hm, hoje me dei conta de que estava olhando para o mês de março no calendário, e de repente toda a confusão dos últimos dias tenha vindo disso. Aí, hoje, voltando uma folhinha e olhando para o mês atual de verdade, uau!, já é na semana que vem! E aí as pessoas ainda não confirmaram, e por isso não foi contatado o catering ainda, e os detalhes - as minúcias da coisa toda, só porque eu amo essa palavra -, iluminação, instalação do som, etc etc, ainda não foram acertados.
Me preocupa um pouco, isso de o vento soprar forte mas eu-nuvem não poder correr livremente. Mas sei que no fim todas as coisas acabam por fazer sentido, e cairem nos seus devidos lugares da big-picture.
E eu nem sei mais se estou fazendo sentido ou não. MAs preciso preciso preciso dormir. Melhor colocando, preciso preciso preciso conseguir dormir nas horas adequadas. E descansar nessas horas de sono.

Um comentário:

camel disse...

tudo bem, mas não poderei ir no almoço de novo!! e eu adoooooro o river! e queria tanto ver você e as meninas! um dia, um dia... beijos!