outubro 02, 2007

Copiado do PostSecret

Amo o Postsecret.





Comecei a ler há um tempo atrás, acho que o projeto estava bem no comecinho, ainda tinha uns arquivos das semanas anteriores, os segredos eram mais viscerais, menos bonitinhos, acho que os enviadores de segredos não se preocupavam tanto com aparecer no blog. Havia um específico, que me impressionou bastante, principalmente pela história submersa. O segredo era bem simples, bem casual, e dizia mais ou menos assim: todas as pessoas que me conheciam antes do 9/11 acham que eu morri, e pra mim, que amo as entrelinhas das coisas, era apenas a ponta do iceberg.





Confesso que às vezes acho os segredos bobos. Às vezes acho-os um tanto fake, um tanto para dizer "filma eu, Galvão". Mas, em algumas semanas - geralmente é um, no máximo dois, por semana - há um cartão que poderia ter sido escrito por mim, há um cartão que representa uma parte do que sou, ou, uma parte do que fui em algum ponto da vida.





E porque o tema é confessional, admito que, ontem, não havia nada melhor para me descrever que o segredo abaixo.






(À pessoa que mandou o postal para o Frank, não pense que estou roubando seu segredo. Você desvendou o meu quando o fez vir a público.)

Um comentário:

camel disse...

eu também adoooro! postei uns teeeempos atrás... bjs!