março 29, 2008

D-Day

Estou com sono, acordada já há algum tempo, já perambulei pra lá e pra cá em busca de últimos detalhes para a festa do casamento.

Não, o casamento não é meu, e se fosse meu certamente não teria tanta pompa e formalidades, mas estou achando tudo muito lindo, e estou me divertindo (eu ainda tenho que contar do dia do ensaio, não me deixe esquecer!) e, confesso, acabo me envolvendo e me empolgando e querendo participar. Mesmo que não seja o meu sonho, mesmo que não seja como eu faria, eu acabo me empolgando.

Agora falta pouco. O vestido precisou ter a barra feita, e era pra estar pronto ontem, e não. Um lado ficou maior que o outro... sim, você consegue conceber uma costureira que tenha marcado uma barra errada? Comprido na frente e curto atrás? Nem eu, nem eu.

Depois, cabelo, maquiagem, uma dormidinha básica e, festa.

Prometo escrever mais assim que me recuperar.

Um beijo, da Power Ranger Vermelha (ou, teamleader da equipe da direita, ehehehehe)